Toggle

A empresa do futuro: a motivação

 

 

Ainda não inventaram combustível melhor para o ser humano do que a motivação. Assim como não há valor maior em uma empresa do que o seu potencial humano. A combinação dos dois movimenta o mundo com soluções.

É indiscutível que hoje há diversos meios para se motivar e uma extrema dificuldade para se manter motivado. O meio competitivo em que vivemos nos exige motivação diária ao mesmo tempo em que, é esse meio com seus estresses, correrias e problemas que mina nossa motivação, afundando-a no terreno que escolhermos. Se bem raciocinarmos, podemos constatar que não somos feitores de motivação. Não a causamos; só temos o poder de senti-las e repassá-la aos outros.

Temos o poder de trabalharmos nossa motivação, mas nunca de construí-la sozinhos. Ela surge da combinação das nossas necessidades e do meio em que precisamos estar; contrariando alguns argumentos de que surge apenas do interior humano.

Ela realmente surge de incentivos que podemos construir ou adquirir de outras pessoas. E, acredite, há uma grande diferença entre incentivo e motivação. O incentivo é aquela voz que diz: "Faça!"; a motivação é aquela voz que diz: "Vou fazer!".

Talvez essa "confusão" tenha alimentado esses argumentos de que o "Vou fazer!" surge apenas do interior humano. Na verdade, se pudéssemos "traduzir" a motivação, seria: "Vou fazer porque quero, porque é preciso e porque tenho como fazer!".

Sabendo disso, a empresa do futuro alimenta seu quadro de pessoal com a motivação gerada no ambiente para potencializar a motivação gerada pelas necessidades de cada indivíduo. Assim, há uma "disseminação" da motivação que atinge todos que estejam receptivos ao crescimento.

Hoje, muitas empresas mergulham em programas motivacionais com o foco em uma determinada meta. Motivar não é um simples propósito, deve ser um estilo de condução da Organização. Com todos motivados, abre-se um leque para o alcance de inúmeras metas com uma enorme chance de sucesso.

Já vimos empresas buscando em suas seleções de pessoal profissionais que estejam motivados em ocupar a tal vaga. Isso é falso! Será uma motivação momentânea se o ambiente não propiciar meios para motivar e reavivar essa motivação todos os dias. E não é a inexistência de problemas e grandes desafios que configura isso, pelo contrário, esses desafios são um ponto a mais para a ascensão. Essas empresas ainda contratam jogadores de futebol sem fornecer-lhe a bola. A empresa do futuro não só fornece a bola como propicia um ambiente adequado para que esse "jogador" tenha como construir suas jogadas.

Um grande exemplo de motivação hoje é uma empresa que se preocupa com a saúde do seu funcionário. Contrariando quem pensa que motivação é alinhada a um salário alto, ela está mais ligada ao bem-estar, a uma liberdade de pensar e um apoio para a execução de projetos bem elaborados. Claro que isso também necessita de um salário justo para ter sucesso. Mas, isso não é problema para empresas que dão exemplos de valorização do fator humano. Isso já é percebido na contratação. Não que o funcionário não vá ser exigido, mas essas exigências estão alinhadas ao reconhecimento.

Isso não deveria ser limitado às empresas que lidam com a necessidade de ideias, como as do setor de informática ou de mercados financeiros. Todas as empresas precisam de ideias. Todas as empresas precisam motivar. Essa já é uma grande ideia!

As pessoas têm objetivos iguais nessa área: Conquistar espaço, sucesso profissional e melhorias no padrão de vida. Ou seja, somos todos iguais dentro de empresas diferentes, mas parecemos diferentes dentro de empresas iguais.

Fonte: logisticadescomplicada.com.br

Foto: reprodução

 

Siga-me no Twitter